23 de jan de 2012

Seca deixa 312 cidades do RS em estado de emergência


O Rio Grande do Sul registra 312 municípios em estado de emergência por conta da estiagem que atinge o Estado nos últimos meses, que já afetou mais de 1,8 milhão de pessoas. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), esses municípios já podem receber o pagamento antecipado do Bolsa Família.
Com a antecipação, o objetivo do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) é dar condições a essas famílias para comprar itens básicos para a sobrevivência. "As ações emergenciais de pagamento vão permitir que as pessoas garantam o básico para sobreviver", afirma o coordenador-geral de Logística de Pagamentos de Benefícios do MDS, Gustavo Camilo.
Na Região Sul, além dos transtornos causados à população, a seca afetou a produção agrícola, causando prejuízos de mais de R$ 2 bilhões ao setor e contribuindo para o aumento dos preços de diversos alimentos em todo o país.
Região Sudeste
Na Região Sudeste, mais seis municípios mineiros e São Fidélis, no Rio de Janeiro, afetados pelas chuvas, também foram incluídos na agenda de antecipação de pagamentos do Bolsa Família. Em Minas Gerais, as regiões mais prejudicadas são a metropolitana de Belo Horizonte, a Zona da Mata, a Leste e o Campo das Vertentes.
Para sacar o benefício, as famílias inscritas no programa devem procurar uma agência da Caixa Econômica Federal. Quem perdeu os documentos nas enchentes deve entrar em contato com a prefeitura de sua cidade para a emissão da Declaração Especial de Pagamento.
Ela permitirá o saque nas agências bancárias. Trata-se de um documento de caráter provisório, emitido em situação de emergência, com validade de um mês. O valor dos recursos a serem liberados para os beneficiários do Bolsa Família supera R$ 74 milhões.

O povo online

Nenhum comentário:

Postar um comentário