20 de out de 2011

Premiê da Líbia confirma morte de Muammar Kadhafi em Sirte

O primeiro-ministro do Conselho Nacional de Transição (CNT) líbio, Mahmoud Jibril, confirmou a morte do ex-líder Muammar Kadhafi, em um confronto pela tomada da cidade de Sirte, nesta quinta-feira. A informação é da AP. "Esperávamos havia muito tempo por este momento. Muammar Kadhafi foi morto", afirmou à agência.

Até o momento, somente fontes ligadas ao CNT confirmaram a morte de Kadhafi. A AP conseguiu confirmar, no entanto, que o governo dos Estados Unidos foi informado diretamente pelos representantes do governo líbio sobre a morte do coronel. A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), responsável pela intervenção na Líbia, não tem confirmação da notícia.

Veja vídeo da TV Al Jazeera do que seria Kadhafi morto:



Muammar Kadhafi, que governou a Líbia desde 1969, quando um golpe de Estado pôs fim ao período monárquico do Rei Idris, foi morto nesta quinta-feira, quando os soldados do CNT lutavam para retomar o controle de Sirte, a cidade natal de Kadhafi. O ex-líder estava escondido em um buraco de uma casa da cidade, e teria sido baledo em diversas partes do corpo. Os membros do CNT garantiram que tentaram socorrê-lo, sem sucesso.
A batalha por Sirte era vista como um derradeiro estágio na tomada da Líbia. A cidade assistira nos últimos dias ao recrudescimento dos combates com as forças leais a Kadhafi. O confronto em Sirte se seguiu à queda da cidade de Beni Walid, outro reduto do antigo regime, para os soldados do CNT, na última semana.

A morte de Kadhafi encerra a principal busca declarada pelos rebeldes desde a tomada de Trípoli, mas não cessa as interrogações. Havia rumores de que a morte de Kadhafi teria sido resultado de uma operação da Otan, quando a coalizão internacional bombardeou um comboio de veículos militares nas proximidades de Sirte, segundo noticiou a AFP. A Otan, todavia, não precisou se Kadhafi se encontrava no comboio.

As circunstâncias da morte do coronel, pelo menos de acordo com as informações disponíveis até o momento, abrem espaço para a especulação acerca de uma possível execução do ex-ditador. O CNT, todavia, reiterou desde o início da revolta na Líbia que o objetivo dos rebeldes era capturar Kadhafi com vida e submetê-lo ao devido julgamento.
(Terra)

Nenhum comentário:

Postar um comentário