27 de out de 2011

Wikileaks cita três vezes jornalista da Globo como informante dos EUA


O jornalista William Waack, apresentador da TV Globo, é apontado como informante do governo americano. Documentos sigilosos trazidos a público pelo site Wikileaks citam três vezes o jornalista como informante da Casa Branca.
De acordo com informações do Jornal do Brasil, os documentos foram divulgados a menos de dois meses. A história foi confirmada pela jornalista Natalia Viana, responsável pelo Wikileaks no Brasil.
Ainda segundo a matéria do Jornal do Brasil, em um dos arquivos a Embaixada Americana classificou a visita de porta-aviões dos Estados Unidos, em maio de 2008, como positiva. O texto americano cita Waack diretamente por ter ajudado a mostrar o lado positivo das relações do Brasil com os Estados Unidos em reportagens para o jornal "O Globo".
Outro documento de fevereiro de 2010 - considerado ‘confidencial’ - mostra que o jornalista informou aos americanos suas impressões sobre os possíveis candidatos à presidência, durante um fórum econômico em São Paulo: Ciro Gomes era o mais preparado, Serra era "claramente competente" e Dilma era... incoerente.
Waack também manteve contatos com funcionários americanos em agosto de 2009. Ele apontou que Serra e Aécio Neves já haviam selado a paz para uma candidatura a presidente e vice, respectivamente, no ano seguinte. Porém a informação era falsa, já que Aécio acabou tentando o Senado por Minas Gerais.



Redação O POVO Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário